Professores de Educação Física participam de reunião virtual sobre práticas pedagógicas

Na tarde desta segunda-feira, dia 12, os professores de Educação Física da rede municipal de ensino e da Secretaria de Juventude, Esporte e Lazer (CME) de São Carlos, participaram de uma reunião, com o tema “Práticas pedagógicas de educação física no tempo presente: cenários possíveis”.

Via plataforma meet e transmissão via Youtube, a AMOSC (Associação dos Municípios do Oeste de Santa Catarina), em parceria com a UNOCHAPECÓ e a UFFS (Universidade Federal da Fronteira Sul), trouxeram os palestrantes Professores Marizete Matiello e Alexandre Loro para coordenar os trabalhos com os 20 municípios da associação.

Este momento priorizou discutir a educação física durante e a partir da pandemia vivida desde 2020, devido as modificações necessárias que surgiram, relata a equipe pedagógica da Secretaria de Educação, pois a educação física é importantíssima para o desenvolvimento da criança/do aluno, destacando a psicomotricidade desde a educação infantil.

A professora de educação física da educação infantil ao ensino fundamental, Izabel Miotto, que sempre teve “a preocupação de como adaptar as experiências (atividades) nas aulas de Educação Física, se refere ao planejamento como sendo fundamental desde escolher o material para ser usado, o conteúdo, o ambiente (seja presencial ou virtual e no presencial), ainda temos a preocupação do distanciamento, higienização dos materiais e espaço para alcançar o objetivo da aula ou do encontro. A formação de hoje ajudou o professor a entender se está no caminho certo, ajudando a buscar novas ideias e nos fazendo pensar, refletir de como melhorar e como atingirmos os objetivos da educação”.

Professora dos níveis de educação infantil ao ensino fundamental, Elis Regina Hoff Marangoni destaca que “esta reunião nos trouxe uma reflexão sobre a importância de nos reinvertar neste momento que estamos passando, principalmente no quesito tecnológico, pois a educação física sempre muito esperada por todos por ser um momento de alegria, de aprender brincando ou praticando, nos trazendo de certa forma uma insegurança em relação a aceitação por parte das crianças/alunos, fazendo mexer nosso esqueleto, saindo da zona de conforto e repensar nossas práticas tendo em vista a amplitude do currículo da disciplina e na certeza de não desvalorizá-la, sempre tentando internalizar ainda mais a importância da atividade física para a saúde”.

Adair Werlang, professor da CME, frisa que “os professores estão aproveitando esse tempo de trabalho remoto para buscar novos conhecimentos e ficar por dentro das novas tendências da educação física. Estamos nos preparando para a volta dos treinamentos presencias, ampliando os conhecimentos para melhor atender nosso alunos/atletas após a pandemia”.

Segundo o Secretário de Educação, Sadi Baron, para a atual administração do Prefeito Rudi Sander e Vice Fernando Signori a formação continuada é uma prioridade. Os professores são o elo de ligação entre a administração e a comunidade. Portanto, cuidar da sua formação e as condições adequadas de trabalho é nossa prioridade. Nesta etapa os professores são divididos por área, enriquecendo as experiências de aprendizagem. “A melhor herança que podemos deixar para as próximas gerações e para o desenvolvimento do nosso município é proporcionar uma educação de qualidade”, destaca Sadi.

Os professores de Educação Especial da rede municipal têm a data de 19 de abril para seu momento regional.