EQUIPE DO CBMSC INICIA PREPARAÇÃO PARA O DESAFIO MUNDIAL DE RESGATE VEICULAR

A equipe de resgate veicular do Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina (CBMSC) que participará do Desafio Mundial de Resgate (WRC), em Luxemburgo, já começou a preparação intensa para a competição. Sete militares do 6º Batalhão de Bombeiros Militar, com sede em Chapecó, estão focados no título mundial e já tiveram dois encontros para treinamentos. A equipe catarinense obteve a vaga após o vice-campeonato obtido no Desafio Nacional de Resgate, do ano de 2019, em Brasília, Distrito Federal. Tal qualificação garantiu vaga para o desafio que ocorreria em 2020, na cidade de Miami, nos Estados Unidos. Entretanto, em decorrência da pandemia, não houve eventos internacionais nos anos de 2020 e 2021. Por isso, a Associação Brasileira de Resgate e Salvamento (ABRES) optou em manter as equipes classificadas em 2019 para o desafio 2022.

Além do CBMSC, também representarão o Brasil no WRC o Corpo de Bombeiros da Polícia Militar do Estado de São Paulo e o Corpo de Bombeiros Militar do Rio de Janeiro.

O evento acontecerá entre os dias 07 e 11 de setembro deste ano, com 300 participantes, divididos em 50 times em 04 dias.


Conheça a equipe e como será a preparação para o WCR 2022

De acordo com as regras para a competição, as equipes devem ser compostas por seis integrantes, divididos em comandante, resgatistas, socorristas, além de um suplente. Representarão o CBMSC: Cabo Anderson da Silva Gheller (Comandante); Cabo Alberto Dal Piva Neto, Soldado Cassiano Devilla e Soldado Gabriel Augusto Pinheiro (resgatistas); Sargento Rodrigo Somensi e Soldado Giovani Pereira (socorristas). Soldado Vinícius André Spigolon (Suplente). A coordenação técnica da equipe é realizada pelo Capitão Bruno Lazarin Koch, membro da Coordenadoria de Resgate Veicular, que foi responsável pela preparação das equipes do CBMSC que estiveram nos desafios mundiais em 2017 e 2018, Romênia e África do Sul, respectivamente. Nestes treinamentos a equipe passa por simulações de cenários de provas, em que a coordenação traz a experiência de eventos anteriores para a preparação dos militares.

Como funcionam os Desafios de Resgate Veicular

Para conseguir uma vaga nos desafios nacionais e mundiais as equipes passam por seletivas estaduais. Ou seja, a equipe do CBMSC em Chapecó se classificou no Desafio Catarinense de Resgate Veicular, depois passou pelo Desafio Nacional de Resgate Veicular - em que foi vice-campeã e agora está apta ao WCR.

De acordo com a ABRES como obrigatoriedade para participação nos desafios os participantes devem ter experiência nas áreas de salvamento veicular e trauma, além de serem membros efetivos de Corpos de Bombeiros Militares ou Voluntários, ou ainda membros de serviços de emergência públicos ou privados que prestem serviço e atendam ocorrências envolvendo vítimas presas às ferragens de veículos ou prestem atendimento pré-hospitalar em nível básico ou avançado.


Fonte/foto: Centro de Comunicação Social-Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina