COVID-19: Em que lugar está o seu estado no Índice de Isolamento Social

Após a ampla campanha de prevenção ao novo coronavírus (SARS-CoV-2) em todo o mundo, a Organização Mundial da Saúde (OMS) agora vêm orientando os governos a estabelecer uma nova fase de combate à COVID-19, com medidas proativas. Uma das frentes dessa ofensiva ao patógeno é o monitoramento do deslocamento das pessoas, que se tornou especialmente mais importante nesse momento de isolamento e distanciamento social.


O Estado de São Paulo e a Vivo já haviam anunciado uma parceria para realizar esse levantamento em todos os municípios paulistas e, agora, a In Loco, empresa do setor de segurança da informação e antifraude, oferece suas tecnologias de geolocalização para fazer a tarefas semelhantes. A companhia criou o Índice de Isolamento Social, que permite mapear a movimentação de pessoas dentro de regiões específicas e medir quais apontam maior distanciamento social. A base de dados conta com mais de 60 milhões de dispositivos móveis em todo o Brasil.





“Com a nossa tecnologia, podemos ajudar no combate à disseminação do coronavírus. De forma criptografada e agregada, sem dados que possam identificar diretamente um usuário específico, nosso levantamento permite que os órgãos responsáveis atuem diretamente nas áreas de risco ou mais afetadas pelo vírus”, explica André Ferraz, CEO da In Loco.


Distrito Federal é o líder de isolamento social


A In Loco afirma que coleta apenas a localidade dos dispositivos, a partir de um software integrado a apps de parceiros e contagem de visitas de estabelecimentos. Isso, segundo a empresa, torna o rastreamento 30 vezes mais preciso do que o GPS. O Índice de Isolamento Social criptografa os dados e observa apenas a movimentação das pessoas nos bairros e regiões.


Qualquer pessoa pode ter acesso aos dados, no site www.inloco.com.br, na seção o Mapa Brasileiro da Covid-19. Nele, a população poderá acompanhar o índice nacional e a divisão por estado, com o histórico da semana. O conteúdo será atualizado diariamente, sempre no período da manhã, com as informações do dia anterior.





Os dados mais recentes desta quinta-feira (2) mostram que o Distrito Federal, com 59,12% no índice, é o mais eficiente no cumprimento da medida recomendada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e pelo Ministério da Saúde. Goiás (56,05%), Pernambuco (54,43%), Rio de Janeiro (53,84%) e Santa Catarina (53,52%) vêm logo em seguida. Mato Grosso do Sul (47,20%), Mato Grosso (46,61%), Roraima (44,98%) e Tocantins (44%) estão nas últimas colocações.

Dados ajudam promover novas ações

Os dados estatísticos são disponibilizados para órgãos de todo o Brasil e até agora os governos estaduais de Minas Gerais, Santa Catarina, Amazonas, Alagoas, Pará, Paraíba, e a prefeitura do Recife já adotaram o índice para promover mais campanhas de conscientização para a população — já que, nesta semana, todo o país viu um número crescente de pessoas nas ruas e vários estabelecimentos considerados não essenciais de portas abertas. Entre as ações estão o envio de carros de som para alertar sobre a importância do distanciamento social e orientar as pessoas sobre os cuidados de higiene. A tecnologia permite também enviar alertas por notificação push via aplicativos do próprio governo, como os de transporte público.


Segundo a In Loco, há um cuidado especial com a privacidade das pessoas. A empresa diz que não consegue identificar diretamente os usuários dos smartphones mapeados e coleta apenas a localidade do aparelho, por meio de sensores presentes nos telefones e tablets, como WiFi, Bluetooth, GPS, entre outros. “Não temos acesso aos dados de identificação civil como nome, RG, CPF e endereço de e-mail, por exemplo”, explica Ferraz. Além disso, uma mensagem pergunta ao usuário se ele permite ou não o compartilhamento da localização de seu dispositivo — e a companhia adiantou que vai deletar essas informações após o fim da pandemia.




Rádio Cidade - 104.9 FM

Marka & LESS webmaster

Seguir

Entre em contato para mais informações

Seg - Sex: 08:00 - 18:00

HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO